Jogo pouco conseguido do CRAV

Categoria: Séniores
Publicado em 20-01-2020
Escrito por Gabinete de Comunicação do CRAV


Num jogo bastante importante para as aspirações do CRAV na luta pela manutenção, esperava-se um jogo bastante equilibrado entre estas duas equipas.

O certo é que o CRAV estava mais necessitado de pontos e precisava de entrar forte no jogo de maneira se superiorizar ao adversário.

Os arcuenses entraram pressionantes, tentando ganhar algum domínio territorial, mas a equipa visitante foi conseguindo afasta-los de zonas mais próximas da sua área de validação. Com alguma vantagem nas formações ordenadas, as dificuldades que os minhotos sentiam nos seus alinhamentos impediam que tivessem posses de bola com qualidade em zonas de finalização.

Num jogo que se disputou, na sua primeira metade, no meio campo, afastado de ambas as áreas de ensaio, foi num erro na receção do jogo ao pé que os arcuenses concederam o primeiro e único ensaio dos alentejanos. A este ensaio responderam os da casa com uma penalidade, sendo que ao intervalo o resultado era de 3-7.

Na segunda parte, esperava-se uma reação mais forte do CRAV, forçando para conquistar a vitória que tanto precisava. Mas o certo é que apesar de um maior domínio territorial o CRAV teve sempre muitas dificuldades em jogar perto da linha de ensaio adversária. À pouca verticalidade e objetividade no ataque no ataque o CRAV somava a dificuldade em conquistar os seus alinhamento, principalmente os dentro do meio campo do RC Montemor. Sem bolas de qualidade, foi com muita luta e coração que os arcuenses tentaram por todos os meios marcar, só que nem sempre as opções foram as corretas, principalmente no contacto. Os atletas do CRAV foram sempre exagerando, tentando passes no contacto ou mesmo já do chão que, invariavelmente, resultavam em adiantados, perdendo assim a posse de bola.

A somar a isto, metade desta parte foi passado com o CRAV a jogar com menos um jogador, fruto de dois cartões amarelos a seus atletas, que tiveram como consequência a saída de campo por 10 minutos de cada vez.

Assim, apesar do esforço dos atletas arcuenses e das suas muitas tentativas de marcar, a equipa visitante foi conseguindo manter o resultado favorável para as suas ambições até final do jogo, que terminou com 6-10.

Ponto de bónus defensivo que soube a pouco para uma equipa do CRAV carenciada de pontos para assegurar a manutenção.